AUDIOVISUALIDADES E TECNOCULTURA: COMUNICAÇÃO, MEMÓRIA E DESIGN

O diretório volta-se paras as tendências comunicacionais, memoriais, projetuais e experimentais do audiovisual, inscrevendo-o em um campo heterogêneo de formatos, suportes e tecnologias que atravessam e transcendem as mídias, por convergência e dispersão. As pesquisas autenticam e analisam audiovisuais em contextos midiáticos e em contextos não reconhecidamente midiáticos ou audiovisuais; reconhecem a historicidade e especificidade do cinema, da televisão, do vídeo e das mídias digitais, e as investigam na perspectiva mais geral de um aparelho e de uma ecologia audiovisual; buscam compreender suas linguagens e configurações nos usos e apropriações praticados pelas mídias e pelos espectadores, entendidos esses, agora, também como protagonistas. Emergentes da cena contemporânea, tais usuários são desafiados e seduzidos a também agirem – até mesmo de forma projetual – em larga escala, como as mídias, na medida em que se disponibilizam a eles mais e melhores ferramentas de realização audiovisual, mais ou menos dissemináveis na rede comunicacional expandida pela Internet. Tais práticas das mídias e dos usuários inscrevem as audiovisualidades como substâncias da cultura, impactada pela importância crescente do design em seu devir.

Missão

O Grupo de Pesquisa TCAv volta-se paras as tendências comunicacionais, memoriais, projetuais e experimentais do audiovisual, inscrevendo-o em um campo heterogêneo de formatos, suportes e tecnologias que atravessam e transcendem as mídias, por convergência e dispersão.

Objetivos
Realizar, orientar e difundir pesquisas que autenticam e analisam audiovisuais em contextos midiáticos e em contextos não reconhecidamente midiáticos ou audiovisuais; reconhecem a historicidade e especificidade do cinema, da televisão, do vídeo e das mídias digitais, e as investigam na perspectiva mais geral de um aparelho e de uma ecologia audiovisual; buscam compreender suas linguagens e configurações nos usos e apropriações praticados pelas mídias e pelos espectadores, entendidos esses, agora, também como protagonistas.

Estrutura e funcionamento:
O Grupo, integrado por pesquisadores e estudantes (seus orientandos), estrutura-se nos moldes dos grupos de pesquisa do CNPq. A partir de um núcleo básico no PPGG em Ciências da Comunicação da UNISINOS o grupo promove e estabelece formalmente parcerias interdisciplinares dentro e fora da instituição, de âmbito nacional. Neste momento as já efetivadas estendem-se para a UFMG e UFSC e envolvem as áreas de comunicação (lato senso) e design, imediatamente alargadas e especificadas pelas de arte, tecnologias da informação, jogos, fotografia, audiovisual e comunicação digital. Também avança para o estabelecimento de parcerias com pequenas empresas principalmente de realizadores audiovisuais e de comunicação digital

O grupo funciona em estratos e periodicidades diversas: encontros e debates dos pesquisadores; dos pesquisadores com seus orientandos individualmente e coletivamente; de pesquisadores e alunos em sala de aula. Promove eventos acadêmicos de ensino, pesquisa e extensão, inclusive com convidados externos; participa de eventos da área apresentando resultados parciais das pesquisas; publica regularmente em livros e revistas resultados parciais e gerais das pesquisas. Articula a pesquisa de pós-graduação com o ensino e a experimentação de graduação em eventos e principalmente em sala de aula.

O Grupo também integra e faz rede no Fórum Audiovisualidades (GPAv), com mais outros dois grupos de pesquisa.

Acesse o registro do grupo no diretório do Conselho Naciodal de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.