Retrospectiva 2019: veja os trabalhos apresentados pelos pesquisadores do TCAV ao longo deste ano

postado em: Atualizações | 0

O semestre acadêmico está quase na reta final. E se você não participou ou não acompanhou as atividades relacionadas ao grupo de pesquisa, fique ligado, pois iremos compartilhar neste site e nas demais redes sociais digitais, as produções e as participações em eventos dos pesquisadores que integram o TCAv.

Por conta do caráter interdisciplinar da Ciência da Comunicação, as pesquisas desenvolvidas pelo TCAv dialogam com diversas áreas de conhecimento a partir de temas como a música, as artes visuais contemporâneas, a cultura pop, a história e a educação.

Lista dos trabalhos apresentados em eventos

II SDCOM (Seminário discente do PPGC da Unisinos)

“Escavar gestos, decifrar códigos fotográficos em jogos digitais” (Julieth Paula)

“Especulando o conceito de narratividade softwarizada a partir do Eu sou Amazônia, do Google Earth” (Madylene Barata)

“A montagem de dados ditados por um algoritmo: uma reflexão de como os vídeos são atualizados na interface do Facebook” (Roberta Krause)

“Para pensar os espaços de memória da artemídia” (Aline Corso)  

“Archaeogaming: uma proposta metodológica para os estudos de e em jogos digitais” (Camila Ávila)

“O devir-arquivo em Aquarius” (Julherme Pires)

“Olhares múltiplos no Audiovisual: Moldurações, sujeitos e séries” (Juliana Koetz)

“A produção documentarista: um estudo tecnocultural de Tras los passos de El Hombre Bestia e Mujeres em venta” (Thaís Penteado)

“Atlas Mnemosyne, Constelações, Atlas fabulatório: uma construção metodológica possível?” (Clarissa Daneluz)

“Ethicidades tecnoculturais: Ou como articular construtos midiáticos como estatuto da técnica” (Jardel Orlandi)

“A remixabilidade na tecnocultura: apontamentos para pensarmos as mídias digitais na contemporaneidade”

“A atualização da estética rural através do cinema contemporâneo brasileiro: coletivos e afetos” (Analu Favretto)   “Sistemas de recomendação da Netflix como gatekeepers do conteúdo digital” (Jader Moraes)

Intercom 2019 (42º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação)

“Art of gaming: gestualidades fotográficas em jogos digitais” (autora Julieth Paula)

“Passagens entre jogos e o trabalho: rastros da experiência laboral moderna em jogos digitais” (autor Eduardo Harry) 

“O efeito cultural do Déjà vu em jogos dentro de jogos” (co-autores Camila de Ávila e Gustavo Fischer

“A Amazônia na TV e no Google Earth: imagens durantes na tecnocultura audiovisual” (co-autores Madylene Barata e Gustavo Fischer)

Devires de Ambiguidades na Fotografia Contemporânea” (co-autores Rodrigo Mattos e Tiago Lopes) 

IV Seminário Discente do PPGCOM da UFRGS

 “Ruralidades no cinema de garagem” (Analu Favretto)

 “Molduras tecnoculturais: ou como articular os territórios de experiência e de significação das mídias como estatuto da técnica” (Jardel Orlandi)

 “Audiovisualidades na conservação e restauro de arte nascida digital” (Aline Corso) 

“Heterotopias e heterocronias no Audiovisual: imagens de naturezas múltiplas em Ela quer tudo” (Juliana Koetz)

 “Movie gifs na Tecnocultura da Web” (Thaís Penteado)

Abciber XII (Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura)

“Influência dos Youtubers no comportamento de consumo da geração Alpha” (Aline Corso) “Pós-verdade em Imagens Técnicas: como a tecnocultura contemporânea em rede ressignifica os usuários comuns e atribui novos valores às imagens” (Jardel Orlandi e Sonia Montaño)

SOCINE 2019 (Sociedade Brasileira de estudos de Cinema e Audiovisual)

“Montagens em soft narrativas: o Eu sou Amazônia, do Google Earth” (Madylene Barata e Gustavo Fischer)

I Simpósio CultPop (Cultura Pop, Comunicação e Tecnologia)

“A(na)rquelogia entre ruína e reconstrução: intersecções dos legados arquitetônicos e culturais da Catedral de Notre-Dame e do game Assassin’s Creed Unity” (Camila Ávila e Aline Corso)

IV Seminário Internacional de língua, literatura e processos culturais (Universidade de Caxias do Sul)

“In-game photography: gestos e imagens de jogos digitais” (Julieth Paula)

 “Where in the gameworld is software culture? A memória do jogo no mapa, e a memória cartográfica no jogo” (Madylene Barata e Camila Ávila)


“A fotografização do cotidiano. O Instagram como dispositivo potencializador de uma imagem crítica contemporânea” (Rodrigo Mattos)

Outras participações

Aline Corso

“Rumos para pensar, epistemologicamente, o conhecimento e a ciência (da Comunicação)” (VII Congresso de Pesquisa e Extensão da FSG)

Eduardo Luersen

“Da Dimensão Audível da Tecnocultura nos Jogos Digitais: Notas sobre uma Ecologia em curso” (II Congresso Internacional Media Ecology and Image Studies)

“Ouvindo os Fantasmas da Máquina: Memória das Mídias na Paisagem Sonora dos Videogames” (XV Encontro Internacional de Música e Mídia (MusiMid)

“Dados e Dramas: Construções de Vozes nos Jogos Digitais Contemporâneos” (Conexão Pesquisa, Unisinos)

Deixe uma resposta