Por onde andam os egressos do Tcav? Lúcio Amaral

Integrando a série de matérias sobre os egressos do TCAv, com objetivo de criar uma memória dos membros e das respectivas pesquisas que fizeram parte da trajetória do grupo, o convidado desta semana é Lúcio Amaral.

Lúcio Amaral é publicitário e mora em Porto Alegre. Trabalha na Univates e na Unisc, nos cursos de Publicidade e Propaganda, com as mais variadas disciplinas, mas principalmente de fundamentos, de criação e digital. Fez doutorado na linha do TCAv, sendo orientado pelo prof. Gustavo Fischer.

Conversamos com Lúcio, que relatou um pouco a respeito do seu processo de pesquisa, relação com o TCAv e o impacto social da formação acadêmica após a conclusão do doutorado.

Do que se tratou tua pesquisa? Podes comentar um pouco sobre como você olhou para os objetos de pesquisa?

A minha tese é a respeito da publicidade no YouTube. O título é Do player à interface: escavações publicitárias no YouTube em busca da relação entre os meios, e partiu do meu interesse em saber como a relação entre os meios pode comparecer em peças publicitárias produzidas para o YouTube. O que tem de outros meios na publicidade no YouTube? Esse foi o norte da pesquisa.

As principais descobertas foram 3 constelações de peças publicitárias: ambiência, compreendendo peças que aproveitavam o ambiente do YouTube para chamar a atenção e se diferenciar da publicidade que estamos acostumados a ver; homenagem, onde as peças se utilizavam de alguma característica de outros meios, seja na linguagem ou na transposição de outro meio para o YouTube; e reforma, quando as peças iam além do possibilitado por outros meios, utilizando características próprias do YouTube e da internet, que não podem ser utilizadas em outros meios.

Como a pesquisa te influenciou no mercado de trabalho e vivências posteriores?

O estudo dos meios mudou muito a minha percepção, principalmente no entendimento que os meios não existem isoladamente, mas a partir de interrelações. Entre eles e com os usuários. Os meios se modificam de acordo com a sua utilização pelos usuários, e os usuários se modificam com a utilização dos meios. Eu entrei mais a fundo nos entendimentos do mercado digital, seja acadêmico ou mercadológico, uma vez que, além de trabalhar nas duas instituições, também trabalho com consultorias e produções em marketing digital. Busco sempre ter esses aprendizados comigo e levá-los para os alunos e clientes.

Houve algum tipo de desdobramento da pesquisa? Algum trabalho, projeto, produções em geral que tenhas realizado com base no trabalho? Se houver, podes comentar um pouco a respeito?

Academicamente, não. Muito pelo fato de ser horista nas duas instituições, o que inviabiliza a participação em editais e não haver nelas pesquisas que sejam congruentes aos meus interesses. Mas muitos projetos e orientações nas aulas e para os cursos seguiram a pesquisa. Um evento foi o modo.Beta, sobre publicidade digital que fizemos na disciplina de Publicidade Digital da Univates. Neste semestre teremos de novo, desta vez 100% online.

Pra finalizar: como tu vê a experiência do mestrado/doutorado no TCAV na tua formação profissional, acadêmica e pessoal?

Foi muito importante porque abriu muitos caminhos. Só estou nas duas instituições por causa do doutorado, que contribuiu com conhecimento e avaliação nos concursos. Ajudou muito nas minhas relações com meus orientandos, saber o que e como ajudar da melhor maneira com os seus trabalhos. O entendimento de pesquisa científica tomou outro significado, mais específico e aprofundado.

A tese de Lúcio, sob o título “Do player à interface: escavações publicitárias no youtube em busca da relação entre os meios”  pode ser consultada neste link: http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/5273

Deixe uma resposta