Teorizadah – popularização da ciência em comunicação

O Teorizadah é um projeto realizado pelos discentes do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Unisinos, que conta com produções desenvolvidas nas disciplinas de Teorias da Comunicação e Estudos em Comunicação e Cultura Digital, e é coordenado pelos professores Rafael Grohmann e Adriana Amaral. O ponto central do trabalho é a questão do presente e do futuro das teorias e da pesquisa em comunicação; através das plataformas Instagram, Medium e Spotify, propõe-se a trabalhar a divulgação científica das abordagens teóricas e metodológicas discutidas em aula.

Além de outros conteúdos, o projeto abrange entrevistas com pesquisadores de outros países e podcasts com egressos da Linha de Pesquisa Mídias e Processos Audiovisuais da UNISINOS, que estudam ou se relacionam de alguma forma com o audiovisual e as audiovisualidades. Os conteúdos foram desenvolvidos pelos mestrandos Amerian Aurich, Andressa Machado, Bibiana de Paula, Clara Moraes, Julia Souza e Maurício Medeiros e abrangem temas como o fim do cinema, o horror na era digital, o conceito de pausa audiovisual, o futuro da indústria audiovisual no cenário pós epidemia do coronavírus, entre outros.

Logo: Leonardo Francisco

No Instagram, o Teorizadah apresenta vídeos com conceitos e práticas da cultura digital como materialidades da comunicação, teoria ator-rede e perspectivas etnográficas na internet. Já no Medium, o Teorizadah dispõe (até o momento) dezesseis entrevistas com pesquisadoras e pesquisadores de fora do país. Entre os entrevistados estão Jorge La Ferla – pesquisador e professor na Universidad del Cine e na Universidad de Buenos Aires – que comenta sobre audiovisualidades, críticas fílmicas e o cinema e seu processo de metamorfose constante no meio digital; e Xavier Aldana Reyes – doutor em Literatura Inglesa, professor da Universidade Metropolitana de Manchester e fundador do Centro de Estudos Góticos no mesmo local – com observações a respeito dos estudos do medo e do cinema de terror.

Localizado no Spotify, o podcast possui treze episódios com egressos e professores da UNISINOS contando suas trajetórias e trazendo reflexões referentes à comunicação. Relacionados à tecnocultura e às audiovisualidades estão Cybeli Moraes, que é jornalista, professora da graduação e atual coordenadora da Agência Experimental de Comunicação da Unisinos (AGEXCOM), em uma conversa sobre educação e o audiovisual; Lorena Risse, doutora em Ciências da Comunicação, produtora de conteúdo e uma das responsáveis pelo projeto Pensar a Imagem, que expôs suas percepções a respeito da pesquisa comunicacional e comentou sobre a efemeridade na tecnocultura; e Ricardo Weschenfelder, realizador audiovisual, professor e coordenador do curso de pós-graduação em Cinema e Audiovisual na UNIFEBE/SC, dialogando sobre  os rastros e a metodologia do invisível.

Texto: Amerian Aurich

Deixe uma resposta