Lúcio Amaral e um olhar arqueológico para discutir a trajetória da publicidade na Web

No dia 09 de maio de 2017, próxima terça-feira, a XV Semana da Imagem na Comunicação recebe Lúcio Amaral que apresentará um panorama da publicidade na Web tendo em vista as hibridizações com as tecnologias. Com o tema “Do player à interface: escavações publicitárias no Youtube em busca da relação entre os meios”, o encontro acontecerá no Laboratório Avançado de Tecnologias de Informação e Comunicação (LABTICS), antigo auditório Érico Veríssimo, partir das 20h.

A proposta da Semana da Imagem é instigar diálogos entre as comunidades acadêmicas com base nos processos, resultados e inquietações que moveram o próprio palestrante ao longo de sua pesquisa de doutorado. Conforme relata Amaral, o evento será um ambiente de conversação:

A experiência em participar da Semana da Imagem é muito boa, uma vez que estamos em contato com pesquisadores que, sobre determinados pontos de vista, tem interesses muito próximos dos nossos, além de encontrar perspectivas de ver os fenômenos audiovisuais a partir de outros olhares. Isso sempre é importante, pois agrega conhecimento e uma grande discussão interna a respeito dos nossos objetos. Novas perspectivas que nos fazem ter um olhar de maneira diferente para os objetos. São momentos como esse que contribuem para uma melhor formação dos pesquisadores.

Lúcio Amaral

Por meio de eixos teóricos que ancoraram sua tese de doutorado, defendida pela linha de pesquisa “Mídias e Processos Audiovisuais” do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação Unisinos em 2016, o publicitário Lúcio Amaral propõe uma visada histórica sobre a trajetória e as principais transformações da propaganda, antes e depois da internet. Para além dos aspectos no percurso das mídias, a palestra também é um convite para pensar as relações entre o sujeito e o produto, uma vez que as “experiências pessoais”, identificadas por Amaral como a produção e o compartilhamento de informações, protagonizaram as dinâmicas técnicas e estéticas da Web.

Percebendo um audiovisual publicitário 

O estudo desenvolvido por Amaral reverbera uma perspectiva arqueológica debatida amplamente pelo Grupo de Pesquisa Audiovisualidades e Tecnocultura: Comunicação, Memória e Design (TCAv), do qual foi integrante. Com esse viés metodológico, o palestrante pressupõe gestos empíricos que identifiquem as qualidades da publicidade no Youtube, uma vez que, essa plataforma de vídeo comparece como um território fértil para a produção e difusão de conteúdos publicitários.

De acordo com Amaral, a investigação acadêmica se desenvolveu a partir de dois principais movimentos: a “escavação” de peças publicitárias originárias do Youtube e a sistematização cartográfica. Ambos os procedimentos permitiram autenticar um audiovisual publicitário que está inserido em um contexto cada vez mais dinâmico técnico e culturalmente:

O ambiente tecnocultural está em constante modificação, pois tanto a cultura quanto a tecnologia são mutantes, se afetando e negociando mutuamente. A publicidade e o YouTube entram nesse jogo de mudanças. O YouTube sempre está buscando oferecer uma plataforma de acordo com as necessidades e anseios do seu público (…) A publicidade tem que estar atenta às mudanças de comportamento do seu consumidor, o que implica sempre saber o que está ocorrendo nos meios onde ele marca presença. Neste caso, o YouTube. É preciso, então, estar em constante observação nas relações que se descortinam entre os objetos, fruto das transformações tecnoculturais. É importante acompanhar as mudanças comunicacionais da publicidade no YouTube, na sua relação com o meio, absorvendo as características e linguagens dele, para que ela se faça eficiente.

 

Transmissão online

A palestra poderá ser acompanhada simultaneamente pela UNISINOS via o canal da Semana da Imagem no Youtube ou pelas redes sociais Facebook e Twitter.


Lúcio Amaral é doutor em Ciências da Comunicação pela UNISINOS, mestre em Comunicação e Linguagens pela TUIUTI e graduado em Publicidade e Propaganda pela UFSM. Possui especialização em Gestão de Marketing e Processos Midiáticos. É professor na Univast e Unisc.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta