A pesquisa de televisão e televisualidades na Intercom: continuidades, rupturas e perspectivas

postado em: Atualizações | 0

Na noite do dia 16 de junho, aconteceu mais uma edição da Cátedra Intercom, uma série de lives que vem discutindo aspectos importantes do campo da comunicação. A organização desta edição ficou por conta do GP Estudos de Televisão e Televisualidades, com mediação do Prof.Dr. Gustavo Fischer (TCAv – UNISINOS) e a participação de Suzana Kilpp (TCAv – Unisinos), Carlos Eduardo Marquioni (UTP) e Bruno Leal (UFMG), com o tema: A pesquisa de televisão e televisualidades na Intercom: continuidades, rupturas e perspectivas.

O Prof.Dr. Bruno Leal falou sobre a mudança nos interesses de pesquisa no campo das audiovisualidades televisivas, passando da palavra como imagem, som e vídeo, pensada como dimensão textual e narrativa para uma dimensão historicizante, em constante diálogo com o passado para a construção de um projeto futuro de televisão.

Problematizou também os termos utilizados nas pesquisas em televisão, não por sua validade, mas em suas atualizações, trazendo a importância de pensar no que as pessoas entendem por televisão. Foi também discutido acerca da contaminação da linguagem e em como é impossível pensar a televisão sem ter em mente as outras linguagens audiovisuais que são apropriadas por ela, apontando que hoje vivemos uma televisão expandida e cada vez mais aberta e fragmentada.

Outro ponto importante apontado pelo professor Bruno foi a carência de uma política de memória das audiovisualidades, pois é impossível pensar a pesquisa em televisão sem um acervo histórico da mesma. Segundo ele, é importante entender a televisão como um lugar de disputa e que, nesse sentido, também é preciso entender que a pesquisa tem que se posicionar.

Há um elemento político na televisão: “é mais interessante para os agentes comercias lucrar com a memória do audiovisual do que criar uma política de memória pública.” (Bruno Leal)

Já o Prof.Dr. Carlos Marquioni fez um levantamento das ultimas ações do GP Estudos de Televisão e Televisualidades da Intercom, com destaque para a Ação em rede para investigação da televisão, projeto que busca compreender a televisão em âmbito nacional a partir das Iniciativas de televisualidades de ponta a ponta. O projeto possui três visadas: Televisualidades em experiência de TV; Televisualidades em dissecação; e Tecnologias e audiovisualidades. Marquioni também apontou que a aproximação entre academia e mercado deve alcançar todas as pesquisas, propiciando um salto qualitativo nas mesmas.

“É interessante pensarmos que os estudos de televisão não podem ser reduzidos a um aparelho ou circunstância, mas pensar em um devir em que estas experiências vão se apresentar de diversas formas. Há vestígios do televiso que passam por ali de alguma forma.” (Gustavo Fischer)

O GP Estudos de Televisão e Televisualidades é atualmente coordenado pelo Prof.Dr. Gustavo Fischer (TCAv – UNISINOS)

Para quem não pode acompanhar a Live ao vivo e quer saber mais das discussões provocadas pelos professores, é possível assistir a gravação pelo link.

Texto: Leonardo Andrada de Mello

Deixe uma resposta