Disciplina Cidades Audiovisuais, Inteligentes e Sustentáveis

Neste semestre será ofertada a disciplina transversal Cidades Audiovisuais, Inteligentes e Sustentáveis, coordenada pela professora Dra. Sonia Montaño, da Linha de Pesquisa Mídias e Processos Audiovisuais, da UNISINOS, e ministrada por professores de sete programas de pós-graduação diferentes. A disciplina, que acontecerá às segundas-feiras, 19h30min, está diretamente relacionada com um projeto de pesquisa aplicada que reúne diversas áreas de conhecimento em parceria com a Prefeitura Municipal de Osório-RS. Os alunos realizarão as aulas teóricas à distância e as saídas a campo serão realizadas na cidade de Osório nos finais de semana. Caso as normas de distanciamento não permitam essas saídas, o trabalho de campo será realizado também a distância.

A disciplina busca problematizar a cidade como objeto de conhecimento de diversas áreas do saber. Serão abordadas perspectivas teóricas e metodológicas para dar visibilidade ao seu patrimônio material e imaterial. O debate de conceitos como cidades audiovisuais, tecnologias urbanas, cidades inteligentes e sustentabilidade será discutido pelos discentes de cada área para pensar como a própria pesquisa pode contribuir para a produção de conhecimento sobre a cidade. A disciplina terá uma parceria com a Unesco para compreender seu conceito de cidade criativa e conhecer algumas experiências inovadoras no Brasil e no mundo. 

A segunda parte da disciplina possibilita aos alunos de mestrado e doutorado, mas também àqueles de graduação que optem por cursá-la, a possibilidade de se integrar no projeto “Ver Osório: rotas que contam histórias”, um trabalho multidisciplinar de pesquisa aplicada dividido em três eixos.  A Biologia e Geologia trabalharão no eixo de patrimônio natural; a História e a Arquitetura, no eixo de patrimônio histórico e cultural; a comunicação, o design e a computação reunirão os trabalhos das outras áreas na experimentação de mídias audiovisuais para a cidade. O objetivo do projeto é que na parceria de universidade, gestão pública, iniciativa privada e população em geral se criem novas formas de perceber a riqueza do território e suas memórias. 

Cada discente desenvolverá um pequeno projeto para ser realizado em saídas a campo acompanhadas pelos professores de sua área de conhecimento. Dessa forma, e numa experiência de universidade extra-muros, proporciona-se uma rápida experiência de diálogo e contribuição entre a própria pesquisa do/a aluno/a e o projeto maior que se desenvolverá até 2024.

A cidade de Osório, localizada a 100km de Porto Alegre, é rica em patrimônio histórico/cultural e em patrimônio natural e é conhecida como “cidade dos bons ventos”, pois possui o terceiro maior parque eólico do mundo, e “cidade das lagoas”, porque tem muitas cascatas e vinte e três lagoas que chegam ao mar das praias. Outros elementos de destaque é a “terra”, porque reconhece os seus pequenos agricultores, bem como seus trabalhos e vivências, e a “arte e cultura”, com seus diversos processos e manifestações culturais. “Ver Osório”, portanto, é uma experiência de mergulho para descobrir suas histórias, seu potencial de sustentabilidade, turismo, negócios, etc. Esse “ver” tecnicamente mediado é proposto através de rotas temáticas construídas com recursos audiovisuais que tornam a cidade lúdica além de um território de aprendizagem sobre a cidade, mas também sobre a sustentabilidade e as mais diversas formas de vida no ecossistema.

Fonte: https://www.plazahoteis.com.br/wp-content/uploads/2019/02/parque-eolico-osorio-fev19.jpg

Osório, enquanto uma cidade com potencial para ser criativa e objeto de conhecimento de diversas áreas do saber, pode servir de exemplo para outros municípios e provocar a reflexão sobre as possíveis alternativas de resposta para uma nova ocupação social do espaço depois dos efeitos dramáticos da pandemia de Covid-19.

Segundo a professora coordenadora da disciplina, Dra. Sonia Montaño, o projeto

surge de uma constatação de que a cidade de Osório possui uma riqueza (material e imaterial) muito grande e que, engajando os alunos da graduação e pós-graduação de quatro Escolas diferentes da Unisinos (Indústria Criativa, Saúde, Politécnica e Humanas), se veja, se conheça e se perceba a cidade de outra maneira – diferente do que se tem atualmente – visando transformar Osório em uma cidade que se comunica mais claramente com os seus habitantes e visitantes, de modo torná-la em um espaço lúdico nessa pandemia. Esse projeto possui um grande impacto social, articulando universidade e gestão pública, levando, entre outras coisas, a questionar, cada vez mais, como as diferentes pesquisas podem trazer benefícios para a sociedade e não apenas para os seus próprios pares.

Informações adicionais

Período Letivo: 2021/2

Créditos Acadêmicos: 04 (graduação) 03 (pós-graduação).

Professores integrantes do projeto:

Larissa Rosa de Oliveira (Biologia)

Maria Cristina Bohn Martins (História)

Marluza Marques Harres (História)

Renata Guimarães Netto (Geologia)

Ana Lucia Goelzer Meira (Arquitetura)

Karine de Mello Freire (Design)

Rodrigo Righi (Computação)

Maurício Veronez (Computação)

Sonia Montaño (Comunicação)

Inscrição: Alunos de graduação e pós-graduação podem se inscrever contatando suas respectivas secretarias acadêmicas.

Texto: Aline Corso

Revisão: Sonia Montaño

Deixe um comentário